Com 7,1 milhões de habitantes e 8.052 empresas de base tecnológica, Israel é considerado o berço de inovação do Oriente Médio.

SAUL SINGER

Como é possível que Israel – um país de 7.1 milhões de pessoas, com somente 62 anos de existência, cercado de inimigos, em constante estado de guerra desde a sua fundação, sem nenhum recurso natural – produza mais companhias start-up do que nações maiores, estáveis, pacíficas, tais como Japão, China, Índia, Coréia, Canadá e Inglaterra? Para responder a esta e a outras perguntas a Câmara Brasil Israel de Comércio e Indústria está trazendo ao Brasil Saul Singer, co-autor do best seller “Nação Empreendedora: O milagre econômico de Israel e o que ele nos ensinou” (Start Up Nation), para um almoço no Clube A Hebraica, que acontecerá no dia 02 de maio.

Também publicado em chinês, russo, coreano, tcheco, búlgaro, árabe e hebraico, Nação Empreendedora alcançou o topo da lista de best-sellers do New York Times e do Wall Street Jounal e é considerado uma cartilha para cada CEO que queira desenvolver a próxima geração de líderes, apresentando fortes insights para toda empresa que busca crescer em meio às dificuldades econômicas atuais. “Nação Empreendedora – O milagre econômico de Israel e o que ele nos ensinou” – escrito por Dan Senor e Saul Singer é uma publicação da Editora Èvora e terá o prefácio assinado por Jayme Blay, presidente da CAMBICI.

Confira um Raio X do Setor:
– População: 7,7 milhões de habitantes
– Empresas de alta tecnologia: 8.052
– Startups: 3.850

Investimento em capital de de risco (venture capital) per capita em US$
Israel: 255 | Estados Unidos: 97 | Irlanda: 53 | Dinamarca: 51 | Reino Unido: 40