MobilePlatforms

Com mais de 190 milhões de usuários de celulares e contando com quase 40 milhões de smartphones ativos no Brasil, o país consolida-se como a quinta potência no uso de aparelhos móveis e, com isso, número de aplicativos baixados também é superior a outros países.

No mercado mundial de smartphones, o Brasil encerrou 2014 com o quinto maior volume de vendas, registrando 38,8 milhões de unidades ativas, de acordo com eMarketer, empresa especializada em pesquisas envolvendo o mercado digital. A China, que lidera o ranking, mantém 436,1 milhões de unidades, seguido de longe pelos EUA (com 143,9 milhões), Índia (76 milhões), Japão (40,5 milhões) e Rússia (35,8 milhões). A pesquisa também aponta 2 bilhões de usuários de smartphones em 2016.

Outro estudo, esse desenvolvido pela CA Technologies, com 1,450 empresas líderes em seus respectivos setores, em 13 países, entre eles Brasil, indica que as organizações que estão inseridas na Economia dos Aplicativos, por meio do desenvolvimento de novas estratégias baseadas em conceitos modernos de TI, como o DevOps (desenvolvimento de TI orientado à operação de negócios), Gerenciamento de Nuvem e Mobilidade, por exemplo, estão obtendo resultados significativamente melhores de negócio do que as companhias que ainda não se adaptaram a este novo paradigma de mercado, ao criar ou terceirizar a criação de aplicativos móveis.

Neste estudo, a CA Technologies mostra que, no mundo, 50% das empresas entrevistadas afirmaram que já percebem o impacto da Economia dos Aplicativos em suas respectivas indústrias. Como resultado desse panorama, 25% destas organizações também disseram que estão aumentando os seus investimentos para se adaptarem à nova realidade. No Brasil, 37% das companhias entrevistadas disseram que sentem de forma significativa os efeitos da Economia dos Aplicativos, entre elas, 28% responderam que estão aumentando os investimentos para se adaptarem ao novo contexto.

Outra pesquisa, mais recente, realizada pela revista Meio & Mensagem mostra que os dados de mobilidade superam expectativas e o setor se torna um dos mais rentáveis. A pesquisa mostra também que 84% dos consumidores usam até 10 apps diariamente, sendo social medias os mais usados. Atualmente, estão disponíveis 1,3 milhões de aplicativos na Google Play, sendo que entre os 20 mais baixados estão três bancos e, claro, o aplicativo da PSafe, que configura entre os mais baixados desde início do ano passado. Isso mostra que os usuários estão mais dispostos a aceitar as novas tecnologias e mover valores pelos gadgets, já que 67% já fizeram alguma transação de e-commerce por celular. A expectativa é de que até 2018 seja movimentado US$28,4 bilhões por este comércio.

Em uma pesquisa realizada pela PSafe, que conta com mais de 30 milhões de downloads do aplicativo PSafe Total Android, mostra os apps mais baixados na loja de aplicativos seguros Total Apps:

Destaques
1. Dieta & Saúde – Emagrecer
2. Caça-Palavras
3. OLX – Classificados Grátis
4. Bom Negócio – Classificados Grátis
5. Mercado Livre

Games
1. Meu Malvado favorito
2. Pou
3. Meu Tom Falante
4. Street Skater 3D
5. Caça-Palavras

APPs
1. ZapZap
2. Whatsapp Messenger
3. Me diga a operadora
4. Rdio Music
5. PicsArt – Photo Studio

E as funções mais utilizadas pelos usuários do PSafe Total Android são:
1. Cofre 21%
2. Antifurto 15%
3. Verificação 7%
4. Total APPs 7%
5. Limpeza 6%

Entretanto, é muito importante lembrar que o uso dos aplicativos móveis pode ser uma porta de entrada para vírus e malwares, como alerta a PSafe. Dessa maneira, é recomendado sempre usar um antivírus. O PSafe Total Apps, por exemplo, ainda pode servir de cofre para todos os apps que o usuário desejar proteger, assim como otimiza o celular. Além de ser gratuito, aplicativo ainda conta com função antifurto.