Apesar de caminharem lado a lado, existe uma grande diferença entre as palavras PARCERIA e GENTILEZA. Penas que muitos ainda não aprenderam a diferenciá-las.

Segundo o “pai dos burros”, a palavra parceria significa “reunião de pessoas para um fim de interesse comum, sociedade, companhia”. Repito: UNIÃO DE INTERESSE COMUM. Por sua vez, a palavra gentileza significa delicadeza, amabilidade, cortesia. Repito: CORTESIA.

Levando isso para os negócios, a parceria pode ser entendida quando um determinado fim pode atender a vários interesses, por exemplo, uma loja física se reúne com uma empresa de tecnologia e montam uma loja virtual, cada uma entra com a sua experiência e ambos repartem os lucros.

A gentileza é beeeeeeem diferente de uma parceria. Por exemplo, se eu tenho um amigo que está iniciando sua pequena loja virtual, eu como empresário posso fazer uma divulgação gratuita sem visar nenhum tipo de retorno, com o único objetivo de ajudá-lo. Ele pode, ou não, retribuir esta ação com outra, por exemplo, oferecendo-me um brinde ou desconto em sua loja. É o famoso “gentileza que gera gentileza”.

Mas infelizmente muitas empresas, instituições e pessoas-físicas se esquecem destas diferenças e acabam abusando. Recomendo fortemente que antes de convidar alguém para uma parceria verifique qual é a contrapartida que será oferecida e, no caso de pedir uma gentileza a alguém, procure sempre agradecer com outra. Não é uma regra, mas certamente a troca de gentilezas acabará criando um fluxo positivo de trabalho, desde que o bom senso e limites estejam presente entre as partes.

Com o tempo você aprenderá a falar NÃO para “parcerias” e pedidos de “gentilezas” que nada mais são do que pessoas egoístas tentando se aproveitar do seu conhecimento para benefício próprioe auto-promoção.