Maria Bethânia e o Crowdfunding

O assunto do dia nas redes sociais foi a cantora Maria Bethânia que recebeu R$ 1,3 milhão do Ministério da Cultura para criar um blog. Felizmente a renomada cantora tem amigos influentes e conseguiu esta boquinha com o governo para montar um blog, mas infelizmente tem muita gente talentosa espalhada pelo país que tem um projeto na cabeça, mas não tem amigos influentes nem acesso ao Ministério da Cultura.

Para este pessoal talentoso e empreendedor, existe o CROWDFUNDING. Mas afinal, o que é o Crowdfunding? De forma bem simples, crowdfunding é o termo para usar quando falamos de iniciativas de financiamento colaborativas. Traduzindo para o português, seria algo como “financiamento pela multidão”. A idéia é que várias pessoas contribuam com pequenas quantias de maneira colaborativa com o objetivo de viabilizar uma ideia, um negócio, um projeto.

No Brasil existem vários projetos legais que foram realizados graças ao Crowdfunding. Aí você se pergunta: beleza, eu tenho um projeto que julgo ser interessante e quero receber ajuda, o que devo fazer? A resposta é simples. Existem diversos sites de Crowdfunding que podem lhe ajudar a conseguir recursos para viabilizar seu projeto. Alguns oferecem ajuda apenas para projetos culturais ou sem fins lucrativos e outros para qualquer tipo de projeto.

No Brasil, destaco 2 destes serviços, o CATARSE e o MOVERE.ME.

O Catarse não financia empresas nem projetos de caridade, aceitam apenas projetos artísticos. Já o Movere.me já aceita projetos de diversas categorias. Tanto no Catarse como no Movere.me você precisa dar uma recompensa aos seus financiadores caso o projeto torne-se realidade. E esta recompensa é você que define.

Se você quiser saber mais sobre Crowdfunding, visite o site www.crowdfundingbr.com.br

← Previous post

Next post →

7 Comments

  1. Oi Gus, achei mais do que pertinente você ter ressaltado o crowdfunding em meio à notícia de hoje. Acho que cada vez mais temos que ser independentes desses meios tradicionais e buscar o público mesmo para financiar os projetos, né?

    Obrigado pelas referências ao Catarse e ao crowdfundingBR e principalmente por ajudar no processo de transformar o crowdfunding em uma modalidade que será fundamental para o futuro do investimento em cultura no Brasil.

    Abraço!

  2. Fico feliz que tenham lido o post e agradeço o comentário!

  3. Gostaria apenas de esclarecer que a Maria Bethania não “recebeu” 1,3 milhões de reais. Acho que vale uma correção.
    Ela foi autorizada pelo MinC a captar esta quantia. Não podemos misturar as coisas. O que está em discussão são os pesos e medidas diferentes para aprovação das quantias propostas por artistas famosos X desconhecidos.
    O que deve ser discutido de fato é o porquê de R$ 600 mil irem direto para o bolso da Bethania em um orçamento de R$ 1,3 milhões. Este orçamento ter sido aprovado configura um aval institucionalizado aos orçamentos “mal feitos”.

  4. Olá Rodrigo, obrigado pelo seu comentário. Captação de Recursos é exatamente o mesmo que Renuncia Fiscal. As empresas doadoras vão abater do IR tudo que for doado, por isso considero esta verba como sendo dinheiro público, seja ele 600 mil ou 1 milhão. E mesmo assim considero o valor de 1,3 milhões um tanto exagerado para este projeto. Já ví projetos muito maiores e muito mais complexos por valores bem menores do que este.

  5. Tiago Udine

    Não conhecia o Crowdfunding, bem bacana. Me lembrou o http://www.project10tothe100.com/

  6. Gus me referi apenas à terminologia “recebeu” utilizada no post, que pode levar os leitores a um entendimento equivocado da questão. Este dinheiro não está nas mãos dela, ela só foi autorizada, pelo MinC, com aval da comissão do CNIC , a captar esta quantia seguindo os processos convencionais para tal. A discussão está centrada justamente em um orçamento irreal, e não no recebimento de dinheiro (que não ocorreu). Com certeza é um absurdo, concordo em gênero, número e grau.

    Me referi aos 600 mil pois estava referenciando este link: http://bit.ly/egScc9 , endereço em que você pode ter acesso ao projeto original do Blog, onde o valor de 600.000 é correspondente ao honorário que seria pago a Maria Bethania, listada como Diretora Artística do projeto.

  7. Eduardo

    enquanto as grandes decisões políticas não levarem em consideração a “verdadeira cultura” jamais seremos um país valorizado e importante no cenário internacional.
    http://pensamentosduneto.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *